Tiroteio em Paris deixa três mortos e três feridos; polícia prende homem de 69 anos – Jovem Pan

  1. Tiroteio em Paris deixa três mortos e três feridos; polícia prende homem de 69 anos  Jovem Pan
  2. Manifestantes entram em confronto com a polícia em Paris | CNN 360°  CNN Brasil
  3. Manifestantes curdos entram em confronto com a polícia após tiroteio em Paris  Globo.com
  4. Ataque a tiros em Paris: 3 mortos em centro cultural curdo  Band Jornalismo
  5. Paris: Manifestantes entram em confronto com a polícia após morte de curdos  UOL Confere
  6. Ver cobertura completa no Google Notícias
Home » Tiroteio em Paris deixa três mortos e três feridos; polícia prende homem de 69 anos – Jovem Pan

De acordo com a polícia francesa e o Ministério Público local, duas pessoas estão em estado grave

REUTERS/Sarah Meyssonnier Tiroteio em Paris deixou dois mortos e quatro feridos

Um tiroteio no centro cultural curdo Ahmet-Kaya, em Paris, deixou três mortos e três feridos, informaram a polícia francesa e o Ministério Público local, na manhã desta sexta-feira, 23. De acordo com as autoridades, duas pessoas morreram no local, enquanto uma outra vítima foi levada ao hospital e não resistiu. “Houve um ataque com arma de fogo. Obrigado às forças de segurança por sua ação rápida”, escreveu o vice-prefeito Emmanuel Gregoire, no Twitter. “Pensamentos para as vítimas e aqueles que testemunharam este drama”, acrescentou. Também através das redes sociais, o perfil da Polícia de Paris pediu para que a população local não frequente a região. “Evite a área e deixe os serviços de emergência intervirem”, alertou. Segundo informações iniciais, um homem de 69 anos foi detido durante a confusão. Ainda não se sabe, porém, o que motivou os disparos.

Segundo dois policiais, o autor dos disparos é um condutor de trem aposentado de 69 anos, de nacionalidade francesa e conhecido por duas tentativas de homicídio – cometidas em 2016 e dezembro de 2021. O idoso não constava, no entanto, nos arquivos de inteligência territorial e da Direção-Geral de Segurança Interna (DGSI). “O assassino, ele mesmo (ferido e) em relativo estado grave, foi levado ao hospital”, informou a prefeita Alexandra Cordebard. De acordo com testemunhas, o momento do incidente foi de muito terror. “Sete a oito tiros na rua, foi pânico total, nos trancamos dentro da loja”, relatou à AFP um lojista de um prédio vizinho que preferiu o anonimato. “Vimos um velho senhor branco entrar e atirar no centro cultural curdo, depois ele foi ao salão de cabeleireiro ao lado. Nos refugiamos no restaurante com os funcionários”, testemunhou Romain, vice-diretor do restaurante Pouliche Paris, localizado na mesma rua. Segundo outra testemunha, um morador do bairro que passava na rua, “havia pessoas em pânico que gritavam para a polícia: ‘ele está lá, ele está lá’, apontando para o salão de beleza”, contou o homem. “As pessoas estavam em estado de choque e pânico”, finalizou.

*Com informações da AFP

Source: news.google.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *